Em 2010, o órgão registrou 2.224 atendimentos sobre problemas com os sites. No ano seguinte, foram 6.233, a maioria por falta de entrega do produto ou defeito no item adquirido. A ordem foi publicada hoje no Diário Oficial do Estado e a suspensão é válida a partir de amanhã.
O Procon-SP também aplicou multa de R$ 1.744.320,00 à B2W - Companhia Global do Varejo, responsável pelos três sites. A medida vale para todo o Estado de São Paulo. A empresa já havia recorrido da decisão em 1º grau, publicada em 10 de novembro de 2011 no Diário Oficial do Estado.